Banner
   
Tamanho Texto

Busca

Hospital e acampamento indígena recebem ações educativas sobre a dengue

Share

Trabalho vai orientar a população sobre medidas de combate ao aedes aegypti e transmissores de outras endemias; divulgados os números da dengue

Com o objetivo de combater a dengue e conscientizar a população sobre a doença e outras endemias, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) realiza nesta semana duas atividades educativas. As ações integram um trabalho desenvolvido sistematicamente pela Coordenação de Controle de Endemias, focado na prevenção do aedes aegypti, que tem se refletido em baixos índices de incidência da dengue no Município.

Na próxima quinta-feira (8), das 8h30 às 14h, os agentes da SMS realizarão uma atividade de conscientização sobre maneiras de evitar a proliferação do mosquito. O público-alvo é composto por funcionários, pacientes e acompanhantes do hospital Dr. Anísio Figueiredo, localizado na região norte, onde acontece a ação. O endereço é rua Odilon Braga, 199.

Na ocasião, agentes de endemias vão percorrer as dependências da unidade de saúde orientando sobre a importância de medidas preventivas à dengue e outras endemias como zika vírus, chikungunya e febre amarela. Será montado, na recepção, um espaço educativo onde as pessoas poderão tirar dúvidas e se informar por meio de materiais educativos que serão expostos, como um mostruário com caramujos africano e da esquistossomose, mosquitos palha e aedes aegypti, escorpião e bicho barbeiro, além de materiais lúdicos simbolizando tipos de criadouros.

Já na sexta-feira (9), a partir das 8h30, acontece mais um “Dia D” de combate ao aedes no acampamento indígena localizado na avenida Dez de Dezembro. Esta é a quarta visita que os agentes realizam no local este ano, com o objetivo de reforçar a importância do cuidado com o lixo a fim de evitar a proliferação do mosquito, distribuindo panfletos e orientando sobre outros.

Durante a manhã, a comunidade receberá também uma equipe da UBS Vila Brasil, que vai fornecer orientações sobre saúde bucal e do corpo. Além disso, as crianças poderão conhecer a Biblioteca Móvel Ambiental, um ônibus equipado com livros, gibis, revistas e vídeos de diversos temas ambientais.

Segundo a gerente de Vigilância Ambiental, Diana Martins, as ações são um trabalho fundamental para a prevenção de endemias na cidade. “A região norte e o assentamento indígena integram a comunidade londrinense, com a qual fazemos um trabalho intensivo de prevenção e de combate. Nos importamos com a saúde dessas pessoas, portanto estamos sempre realizando atividades educativas para evitar doenças”, disse.

Dengue em números - A Secretaria Municipal de Saúde divulgou, nesta quarta-feira (31), o boletim semanal com os dados sobre a dengue em Londrina. Do início do ano até o momento, foram registradas 2.336 notificações relacionadas à doença. Deste total, 24 casos foram confirmados, 2.107 descartados e outros 205 estão em andamento, aguardando o resultado de exames laboratoriais.

 

Acesso Fácil

Saúde

Menu Principal

Quem está Online?

Nós temos 3727 visitantes