Banner
   
Tamanho Texto

Busca

Pintura renova a quadra de futsal do Vivi Xavier

Share

O espaço, que é utilizado por projeto social para treinos de futsal, deve receber também melhorias no alambrado e iluminação

 

Quinze anos após iniciar um projeto social com o futsal no Conjunto Vivi Xavier, o treinador José Felício comemora uma nova conquista. Nesta semana, através de uma parceria com a Fundação de Esportes de Londrina (FEL), a quadra esportiva onde treina recebeu reparos e nova pintura. Com isso, os alunos, que moram na região e têm idade de 6 a 17 anos, se sentem ainda mais motivados em praticarem o esporte.

Felício citou que a iniciativa em reformar a quadra não é nova, mas agora, com o apoio da FEL, virou realidade.  “A Fundação concedeu o material, e convoquei ex-alunos, que trabalham com pintura, para ajudar. Chamei também os alunos mais velhos, que disseram não saber pintar, mas disse a eles que apenas o fazer, mesmo que do seu próprio jeito, já seria bem feito. Eles ficaram responsáveis por pintar as arquibancadas e a mureta, fizeram um pouco de bagunça, mas confesso que ficou bonito”, comemorou.

A ação de reformar a quadra esportiva, para o treinador, foi uma forma de trabalhar com os alunos algo que vai além da prática do futsal. “O que eu passei a eles no primeiro treino após essa pintura é que só reclamar não te leva a lugar nenhum, mas a união torna tudo possível, assim como colocar a mão na massa”, comentou.

O treinador de futsal explicou que repassar valores aos meninos e adolescentes faz parte da rotina de quem é professor esportivo. “É um trabalho que exige sacrifícios, mas vale a pena. São cerca de 160 alunos treinando, disputando campeonatos e torneios da liga metropolitana, paranaense e outros. Temos também ex-alunos que se formaram em educação física, e hoje são treinadores também. Mas chegar aqui e ver uma criança de seis anos admirada com a diferença do lugar, isso não tem preço”, contou.
Motivado pelas melhorias na quadra, Felício já fez novos planos para o local. “Nosso próximo passo é firmar uma parceria com a direção da Escola Municipal Ignês Corso Andreazza e com o Centro de Educação Infantil do bairro, para juntos impedirmos o vandalismo. Minha intenção é deixar as crianças que são matriculadas utilizando a quadra o máximo de tempo possível, impedindo que os vândalos venham destruir. Ocupar o espaço é a melhor opção, e mais fácil que arrumar depois”, adiantou.

Segundo o assessor logístico da FEL, Nelson Correia, a fundação também concede materiais utilizados nos treinos pelo projeto esportivo. “Temos planos de, em breve, fazer também as melhorias no alambrado da quadra e na iluminação dessa área”, citou.

 

 

Acesso Fácil

Menu Principal

Quem está Online?

Nós temos 3192 visitantes

Núcleo de Comunicação

Banner
Banner

Servidor Municipal


Redes Sociais

Logo do Facebook  Logo do Flickr  Logo do Youtube  Logo do Twitter  icon instagran

 

 

ouvidoria rodape lon

 acesso a informacao rodape

icon interacao