Banner
   
Tamanho Texto

Busca

Serviço de Habilitação e Reabilitação da Pessoa com Deficiência na Comunidade

Share

Serviço de Habilitação e Reabilitação de Pessoa com Deficiência na Comunidade

O Serviço de Habilitação e Reabilitação da Pessoa com Deficiência na Comunidade atua dentro do Serviço de Proteção Especial de Média Complexidade, no qual as intervenções nas famílias em situações de violação de direitos e cujos vínculos estão frágeis, mas não rompidos, envolvem desde a garantia até sua inclusão em redes sociais de atendimento e solidariedade.

Tem por enfoque o convívio comunitário e o fortalecimento das relações familiares. As ações na comunidade compreendem o acompanhamento sistemático a pessoas com deficiência e suas famílias, a capacitação de cuidadores, sensibilização da comunidade, a inserção nas políticas públicas e geração de trabalho e renda.

 

Objetivos Gerais

Garantir o acompanhamento sistemático às famílias de pessoas com deficiência através do Serviço de Habilitação e Reabilitação da Pessoa com Deficiência na Comunidade dentro da Proteção Social Especial (Média Complexidade).

 

Metas

480 famílias com deficiência e seus familiares em situação de média e alta vulnerabilidade, cuja deficiência seja severa acarretando em um alto nível de dependência e/ou situações em que a família não tenha condições de proporcionar os cuidados básicos e necessários e/ou vínculos familiares fragilizados, tendo como enfoque o convívio comunitário e o fortalecimento das relações familiares.

 

Metodologia

Algumas das ações norteadas pelos eixos estratégicos da Política Nacional de Assistência Social visando a proteção social especial de média complexidade. Algumas ações se destacam:

  • Prestar atendimento a família, identificando vulnerabilidades e atuando sobre ela;
  • Articulação com a rede de serviços no território: trabalho integrados visando a garantia de acesso das famílias à políticas públicas;
  • Descentralização das ações por meio da utilização de espaços físicos disponíveis nos territórios de modo a garantir o acesso do usuário aos serviços;
  • Mapeamento do nível de vulnerabilidade das famílias (baixa, média e alta);
  • Mapeamento das famílias que apresentam dificuldades de vinculação efetiva com as propostas de intervenção ofertadas pela rede socioassistencial e das demais políticas;
  • Construção do Plano de Acompanhamento Familiar elaborado em conjunto com a rede.

Última Atualização: 30/04/2019

Acesso Fácil

Assistência Social

Menu Principal

Quem está Online?

Nós temos 1984 visitantes

Servidor Municipal


Redes Sociais

Logo do Facebook  Logo do Flickr  Logo do Youtube  Logo do Twitter  icon instagran

 

 

ouvidoria rodape lon

 acesso a informacao rodape

icon interacao